Temos o ritmo diário, em que em cada dia, os diferentes momentos são organizados temporalmente para se equilibrarem entre contração e expansão. Desta forma, durante a manhã, as crianças tem à sua disponibilidade uma proposta pelo adulto e simultaneamente, a possibilidade de brincadeira livre na sala. Segue- se a roda rítmica, um momento muito especial, que é trazido com a intenção de explorar cada época do ano, através de canções, gestos, movimentos, jogos de dedos e alegria. Após estes momentos, segue-se o momento de expansão em que todos brincam no exterior. As crianças almoçam após a brincadeira na rua.

Terminamos a manhã com o momento da história, em que as crianças são conduzidas pela voz e pelo olhar do adulto que as acompanha e segue carinhosamente, no mundo das imagens interiores, onde cada um pode criar e ser criador do seu espaço interior.

A parte da tarde é composta pela componente de apoio à família que consiste na sesta, lanche e brincadeira no exterior. Para as crianças que eventualmente não revelam a necessidade de fazer a sesta tão prolongada ocorre um momento de passeio, brincadeira, vivências diversas dependendo das observações feitas pelos educadores em relação ao grupo.